Simone Frigo

Doutora em Antropologia Social (UFSC)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8613845503153341

Tese (doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2018.

Titulo: GÊNERO, AMBIENTE E TÉCNICA NA PESCA DA TAINHA DE ENCANTADAS
Resumo: Sob a aparente calmaria no mar de movimentações humanas, o inverno se aproxima em Encantadas, localidade da Ilha do Mel, Paraná. O tempo do turismo cessou e, aos poucos, pescadores (as) recolocam a centralidade nas atividades pesqueiras. Dentre as práticas está o “lanço da tainha”. Marcado por tempo distintos, no tempo da pesca as relações dos pescadores (as) com o ambiente mudam, a vida se expande e o habitar avança junto com seus habitantes (humanos e não humanos). As fotografias desta tese são os nós que entrelaçam uma longa experiência de trabalho de campo marcada pela perspectiva de gênero. Pescadores (as) estão descentrados nas fotografias propositalmente e os ângulos marcam o lugar físico das pescadoras na maquinaria da pesca. Sendo a percepção um modo de engajamento no mundo, a tese aqui exposta tem a intensão de apresentar a dinâmica própria da pesca da tainha de Encantadas e seus habitantes pescadores (as) e, também, objeta as teses focadas na complementariedade das mulheres na pesca. Aqui discuto o ambiente pesqueiro e as técnicas desenvolvidas pelas pescadoras. Para tanto, opto por caminhar junto às elas, nos afetos e jogos de conjugalidade.

https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/206236