INSCREVA-SE NO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA DO 18° CONGRESSO MUNDIAL DA IUAES

10/03/2018 14:29

Estão abertas, a partir do dia 12 de março de 2018, as inscrições para a Monitoria do 18º Congresso Mundial da IUAES “Mundos (de) Encontros: passado, presente e futuro do conhecimento antropológico”, a se realizar de 16 a 20 de julho de 2018, em Florianópolis – SC, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

As inscrições serão realizadas através do site do congresso, a partir de 12 de março de 2018.

Confira todas as normas e o passo a passo para inscrição no Edital de seleção da Monitoria do 18º Congresso Mundial da IUAES.

A função de MONITORIA é primordial para o bom andamento de um evento. Para que isso aconteça, é necessário haver comprometimento e participação efetiva e entusiasta de todos/as os/as monitores/as. Confeccionaremos também uma cartilha online que será enviada posteriormente aos/às monitores/as.

Para mais informações CLIQUE AQUI.

Café (Psico) Antropológico apresenta: “El coño insumiso”

27/07/2017 12:23

O Projeto Café (Psico) Antropológico promove o debate com exibição de vídeos “El coño insumiso: estudos de gênero e sexualidade em Andaluzia”. O evento, que ocorre no dia 28 de julho, sexta-feira, às 19 h, no Teatro da UFSC (ao lado da Igrejinha), é gratuito e aberto à comunidade. A atividade é uma parceria entre os cursos de Antropologia e de Psicologia, da UFSC, contará com a presença de professores estrangeiros: José Maria Vascuende del Rio (Universidad Pablo Olavides), Rafael Caceres Feria (Universidad Pablo Olavides), Maria Marco (Universidad Pablo Olavides) e Begonia Sanchez Torrezon (Universidad de Cadiz).

O debate é um evento pré “13° Mundo de Mulheres e Fazendo Gênero 11”, que ocorre na UFSC na semana seguinte, de 31 de julho a 4 de agosto, e que também contará com a presença dos professores convidados.

O Café (Psico) Antropológico é uma realização dos núcleos Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem (NAVI), Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), ambos do Departamento de Antropologia; e do Núcleo de Pesquisa em Práticas Sociais (NUPRA), do Departamento de Psicologia.

O Café promove a exibição mensal de documentários em espaços de livre acesso ao público em geral, seguido de debate com intelectuais convidados. As sessões têm como objetivo promover mostra de documentários que contribuam para a difusão da produção audiovisual de pesquisadores da UFSC e convidados, bem como estimular o debate e a reflexão, seja acadêmica ou no âmbito da extensão, sobre a produção documentária contemporânea.

Os eventos são organizados pelo Núcleo de Antropologia Visual e Estudos de Imagem (NAVI) em longa parceria com o Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) e, a partir desta edição, em parceira com o Núcleo de Pesquisa em Práticas Sociais (NUPRA). O evento tem o apoio da Secretaria de Cultura e Arte da UFSC (Bolsa Cultura), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A imagem pode conter: texto

Lançamento do livro “A intimidade da mulher com deficiência: uma etnografia de tela interdisciplinar”, de Melina Ayres

27/07/2017 12:18
O livro, “A intimidade da mulher com deficiência: uma etnografia de tela interdisciplinar”,  é resultado da pesquisa de doutorado de Melina de la Barrera Ayres no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humana, sob orientação de Carmen Rial e Coorientação de Adriano Nuernberg. Melina também fez parte do quadro de pesquisadoras do NAVI.
O livro conta com a Apresentação de Carmen Rial e Prefácio de Adriano Nuernberg.
O lançamento ocorrerá no Fazendo Gênero 11. Será na próxima segunda-feira, 31 de julho, às 16h no Hall da Reitoria.
Imagem inline 3

Projeto aborda a relação entre a pesca e as mulheres na região catarinense

22/10/2016 14:53

O projeto contribui na coleta e analise de dados sobre o papel das mulheres na pesca. Focou-se este cenário através de pesquisas realizadas entre mulheres na região litorânea catarinense. Neste sentido os resultados do projeto aqui apresentado refletem sobre uma situação cotidiana na região, que é a atuação das mulheres no trabalho de pesca e coleta de frutos do mar, porém, pouco valorizada ou considerada enquanto profissão, cabendo ao homem a definição de pescador.

Saiba mais através do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Vd7GNgWL4Mg

III Jornada de Estudos de Pesca

25/07/2016 17:14

NAVI convida:

Dias 17 e 18 de Agosto será realizado a terceira edição da “Jornada de Estudos de Pesca” que reunirá pesquisadoras/es da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). A abertura será realizada pela Coordenadora do NAVI, Professora Carmen Rial (PPGAS/UFSC). Em sequência, terá início as mesas temáticas com enfoque nos projetos realizados pelas/os pesquisadoras/es do NAVI.

No dia 18 às 19:00 será realizada mais uma sessão do Café Antropológico com o Documentário “A Onda e a Tainha” do Diretor Carlos Portella.

A Tainha e a Onda 

Ficha técnica

Direção: Carlos Portella

Roteiro: Alan Langdon e Carlos Portella

Direção de Produção: Gilca Silveira

Direção de Fotografia: Felipe Sterling

Montagem e Finalização: Alan Langdon

Edição de áudio: Studio Fides

Duração: 60 min

 Sinopse

O outono chega e com ele vêm as tainhas e as melhores ondas do ano no estado de Santa Catarina. Uma época que seria apenas de alegrias se não fosse um impasse histórico entre surfistas e pescadores. Um choque de culturas. O documentário “A Tainha e a Onda” é um mergulho nos mundos da pesca e do surfe na busca para entender o problema e suas soluções.

Confira a programação completa da Jornada no cartaz.

Pesca 1 (2)

Café Antropológico

25/11/2014 11:37

A próxima edição do Café Antropológico acontece no dia 27 de novembro com a exibição do documentário “Sonho Real”, que retrata o despejo de 3.500 famílias da Ocupação Sonho Real, em Goiânia (GO), após um ano de assentamento, com mais de três mil casas construídas e a promessa do governador de Goiás, Marconi Perillo, de que não seriam despejados. 

O evento acontece às 20h na Casa das Máquinas, Lagoa da Conceição, com entrada franca, debate e café por conta da casa.

O documentário mostra a brutal ação da Polícia Militar daquele estado contra 12 mil pessoas, nas noites de 13 e 14 de fevereiro de 2005 e nos dias que se seguiram, visando dar cumprimento à liminar judicial que garantiu a desocupação da área.

O terror de Estado é evidenciado por operações tais como a chamada “Operação Triunfo” em que foram utilizados 2.500 policiais para desabrigar, prender e matar duas pessoas, além de deixar vários desaparecidos.

O filme é uma realização do Centro de Mídia Independente.

Veja o teaser:
https://www.youtube.com/watch?v=i1h28d-niU4

Após a exibição do filme haverá debate com a participação da professora Rosana de Carvalho Martinelli Freitas (Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas/UFSC); da doutoranda Marie-Anne Leal Lozano (Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas/UFSC) e da mestranda Livia Espíndola Monte (Programa de Pós-Graduação em Psicologia/UFSC).

cafe antropologico 25